Inscreva-se e receba as atualizações por email

Digite seu email aqui:

Delivered by FeedBurner

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Carnaval!

OLHA O CARNAVAL AÍ, GENTE!!!


O Brasil é conhecido como o "país do carnaval" e, como bons brasileiros, devemos saber um pouco sobre essa festa que contagia muita gente daqui e de diversas partes do mundo.



A HISTÓRIA DO CARNAVAL

O carnaval é uma festa popular muito antiga e, por isso, não se sabe


a origem exata dessa comemoração. O que se sabe é que essa tradição vem sendo transmitida de geração a geração há muitos séculos.


Quem trouxe o carnaval ao Brasil foram os portugueses, por volta de 1750. Nessa época, a festa era chamada de entrudo, palavra que vem do latim introitu e significa entrada, pois a comemoração começava na entrada (início) da Quaresma.


Mais tarde, surgiram as máscaras, as fantasias e as marchinhas. A serpentina (de origem francesa) e o confete (de origem espanhola) que enfeitam os bailes de salão chegaram ao Brasil em 1892.


Algumas fantasias, como as de Pierrô, Colombina, Arlequim e Rei Momo são bastante tradicionais, principalmente nos bailes de salão. Mas, mesmo com todo o sucesso desses bailes, o carnaval de rua é cada vez mais procurado e ainda preserva parte do folclore brasileiro.


CARNAVAL DE RUA



Desde o início do carnaval brasileiro, muitas pessoas o comemoram nas ruas. Foram assim que apareceram os blocos e os cordões, grupos que cantavam músicas próprias e que deram origem às escolas de samba.


Hoje, nos estados da Região Nordeste, o carnaval de rua reúne uma multidão de pessoas, entre brasileiros e estrangeiros.


Cada estado tem sua maneira de festejar. Na Bahia, por exemplo, a grande atração são os trios elétricos e, em Pernambuco, danças tradicionais como o frevo e o maracatu fazem a festa de adultos e crianças.


O CARNAVAL BRASILEIRO




O primeiro carnaval brasileiro, segundo os historiadores, aconteceu em 1641. O governador do Rio de Janeiro, Salvador Correa de Sá Benevides, determinou que se dedicasse uma semana de festa para homenagear a coroação de D. João IV. O povo adorou a ideia.


No início, o carnaval era animado com canções portuguesas, como as quadrilhas. Depois, vieram a polca e os ritmos do carnaval italiano. Só em 1870 é que surgiu uma música tipicamente brasileira, o maxixe, e a primeira canção carnavalesca do país: E viva Zé Pereira.


Uma tradição do carnaval eram as brigas com ovos, limões, água e farinha, já cultivada em outros países. Na época da Proclamação da Independência, eram comuns essas batalhas. Até as orgulhosas senhoritas da alta sociedade participavam. Das varandas das casas, moças vistosas jogavam ovos e água nas pessoas que passavam na rua.




O SAMBA


O samba tem origem em antigos ritmos trazidos pelos escravos africanos para o Brasil. Afirma-se que a palavra samba vem de semba, que significa umbigada ou união do baixo ventre em dialeto africano. No século XIX, esses ritmos africanos sofreram a influência da polca, da habanera, do maxixe e do choro. A arte do samba chegou ao Rio de Janeiro com as baianas que ali foram viver.

Copyright ©2002-2011 Ziraldo e Portal Educacional.
Todos os direitos reservados - Informações sobre licenciamento.

 

Olha só que legal! Fantasias feitas de Jornal!

Hoje em dia nada mais xique!










Criado em: Fevereiro de 2011.

Período: 01 semana


Justificativa:

Carnaval é uma festa típica e esperada por muitos pelas festividades, o Brasil é um pais rico em sua cultura, musica, dança, um pais alegre e que nos possibilita trazer a escola uma riqueza de diversidade. Como carnaval no Brasil é uma questão cultural utilizaremos esta data para explorar as danças típicas das regiões brasileiras e também sua culinária.

Aproveitaremos também esta data para conscientizar as crianças sobre os perigos das drogas, como cigarro, álcool entre outros vícios.


Objetivo Geral:

- Trazer a cultura brasileira para o âmbito escolar.

Objetivo específico:

- Trabalhar os temas através da ludicidade, utilizando a música e dança;

- Explorar a criatividade utilizando materiais recicláveis;

- Despertar na criança a participação através do seu imaginário, sua criatividade, sua liberdade para galgar sua interação e descontração estimulando o seu processo de ensino aprendizagem.

- Desenvolver sua linguagem oral e escrita e seu raciocínio lógico, físico e motor.


Conteúdos: Englobando aspectos educativos como drogas e reciclagem

- Artes: com materiais recicláveis;

- Português: Linguagem Oral e/ou escrita Trabalhando com histórias infantis, parlendas e musicas;

- Matemática: Trabalhando com números e formas geométricas;

- Geografia: Conhecendo as musicas, danças e comidas típicas das regiões brasileiras;

- Ciências: a transformação das misturas das cores;

- Educação Física: Desenvolvendo habilidades motoras com musicas e brincadeiras típicas da época;

Avaliação:

A avaliação será continuada levando-se em conta a evolução, participação, atenção e envolvimento com as atividades do tema;

Sugestão de Atividades a serem desenvolvidas:

- conhecer como se originou o carnaval, quais as suas raízes;

- trabalhar histórias típicas e parlendas;

- atividades de pintura no papel e confecção de fantasias;

- confecção de máscaras;

Dicas:

Neste período de execução do projeto faça todos os dias apresentações e desfiles com as crianças das atividades trabalhadas. Faça desfile das máscaras para toda a escola, desfile de fantasias de jornal, desfile das fantasias das bonecas, apresentação de danças típicas como frevo, samba, bumba meu boi.

Faça exposição das artes, pinturas e recortes. Se preferir dê para sala de aula ou turma uma região a ser explorada, e faça um desfile com alas separadas por estado.

Usem a criatividade, carnaval é cultura, é festa e tempo de diversão para as crianças, portanto vamos aprender brincando!

QUE TAL COLORIRMOS BEM BONITO OS DESENHOS DE CARNAVAL E TRABALHAR COM LANTEJOULAS, GLITER , COLA COLORIDA , GUACHE PARA INCREMENTAR OS DESENHOS:



















VAMOS APROVEITAR ESTA IDEIA DE MONTAR MASCARAS JUNTAMENTE COM AS CRIANÇAS VÁRIAS MASCARAS PARA O CARNAVAL.


MATERIAL UTILIZADO:

PRATOS DE PAPELAO MEDIO
TINTA COLORIDA PARA PINTAR O PRATO
COLA GLITTER PARA DECORAR
TESOURA



OBS.: TEMOS VÁRIAS IDEIAS , PODEMOS CRIAR NOVAS É SÓ UTILIZAR A IMAGINAÇÃO.
FONTE: Binary Company

MARCHINHAS DE CARNAVAL
PESSOAL , MAIS MARCHINHAS DE CARNAVAL PARA ANIMAR A CRIANÇADA. DIVIRTA-SE E CURTA O CARNAVAL EM SALA DE AULA.

Marchinhas de Carnaval


ALLAH-LÁ-Ô

Haroldo Lobo e Nássara - 1941

Allah-lá-ô

Ô, ô, ô, ô, ô, ô

Mas que calor!

Ô, ô, ô, ô, ô, ô

Atravessamos o deserto

De Saara

O sol estava quente

Queimou a nossa cara

Allah-lá-ô

Ô, ô, ô, ô, ô, ô

Mas que calor!

Ô, ô, ô, ô, ô, ô

Viemos do Egito

E muitas vezes

Nós tivemos que rezar

Allah! Allah! Allah,

Meu bom Allah

Mande água pra Ioiô

Mande água pra Iaiá,

Allah! Meu bom Allah!
A FILHA DE CHIQUITA BACANA



Composição: by Caetano Veloso


Eu sou a filha da chiquita bacana


Nunca entro em cana


Porque sou família demais


Puxei à mamãe


Não caio em armadilha


E distribuo banana com os animais


Na minha ilha


Yeh yeh yeh


Que maravilha


Yeh yeh yeh


Eu transo todas


Sem perder o tom


E a quadrilha toda grita


Yeh yeh yeh


Viva a filha de chiquita


Yeh yeh yeh


Entre para "women's liberation front


A JARDINEIRA



Composição: by Benedito Lacerda-Humberto Porto


Ó jardineira porque estás tão triste

Mas o que foi que te aconteceu

Foi a camélia que caiu do galho

Deu dois suspiros e depois morreu


Vem jardineira vem meu amor

Não fiques triste que este mundo é todo seu

Tu és muito mais bonita

Que a camélia que morreu


ABRE ALAS

Composição: by Chiquinha Gonzaga


Ó abre alas que eu quero passar


Ó abre alas que eu quero passar


Eu sou da lira não posso negar


Eu sou da lira não posso negar



Ó abre alas que eu quero passar


Ó abre alas que eu quero passar


Rosa de ouro é que vai ganhar


Rosa de ouro é que vai ganhar






AURORA

Composição: Mário Lago-Roberto Roberti




Se você fosse sincera


Ô ô ô ô Aurora

Veja só que bom que era


Ô ô ô ô Aurora



Um lindo apartamento


Com porteiro e elevador


E ar refrigerado


Para os dias de calor


Madame antes do nome


Você teria agora


Ô ô ô ô Aurora








ÍNDIO QUER APITO


Composição: Haroldo Lobo-Milton de Oliveira


Ê ê ê ê ê índio quer apito


Se não der pau vai comer


Lá no bananal mulher de branco


Levou pra pra índio colar esquisito


Índio viu presente mais bonito


Eu não quer colar


Índio quer apito








MAMÃE EU QUERO


Composição: by Marcha De Jararaca E V. Paiva




Mamãe eu quero, mamãe eu quero


Mamãe eu quero mamar!


Dá a chupeta, dá a chupeta, ai, dá a chupeta


Dá a chupeta pro bebê não chorar!


Dorme filhinho do meu coração


Pega a mamadeira em vem entra no meu cordão


Eu tenho uma irmã que se chama Ana


De piscar o olho já ficou sem a pestana




Eu olho as pequenas, mas daquele jeito


E tenho muita pena não ser criança de peito


Eu tenho uma irmã que é fenomenal


Ela é da bossa e o marido é um boçal

 




O TEU CABELO NÃO NEGA


Composição: Lamartine Babo-Irmãos Valença


O teu cabelo não nega mulata


Porque és mulata na cor


Mas como a cor não pega mulata


Mulata eu quero o teu amor




Tens um sabor bem do Brasil


Tens a alma cor de anil


Mulata mulatinha meu amor


Fui nomeado teu tenente interventor

Quem te inventou meu pancadão


Teve uma consagração


A lua te invejando faz careta


Porque mulata tu não és deste planeta



Quando meu bem vieste à terra


Portugal declarou guerra


A concorrência então foi colossal


Vasco da gama contra o batalhão naval








PIERRÔ APAIXONADO


Composição: Noel Rosa-Heitor dos Prazeres




Um pierrô apaixonado


Que vivia só cantando


Por causa de uma colombina


Acabou chorando, acabou chorando



A colombina entrou num butiquim


Bebeu, bebeu, saiu assim, assim


Dizendo: pierrô cacete


Vai tomar sorvete com o arlequim



Um grande amor tem sempre um triste fim


Com o pierrô aconteceu assim


Levando esse grande chute


Foi tomar vermute com amendoim








TURMA DO FUNIL


Marchinhas de Carnaval


Composição: Braguinha


Chegou a turma do funil


Todo mundo bebe


Mas ninguém dorme no ponto


Aí, aí, ninguém dorme no ponto


Nós é que bebemos e eles que ficam tontos


Eu bebo, sem compromisso,


com meu dinheiro, ninguém tem nada com isso


Aonde houver garrafa, aonde houver barril


Presente está a turma do funil








PASTORINHAS


Composição: Noel Rosa-Braguinha




A estrela d'alva no céu desponta


E a lua anda tonta com tamanho esplendor


E as pastorinhas pra consolo da lua


Vão cantando na rua lindos versos de amor


Linda pastora morena da cor de madalena


Tu não tens pena de mim


Que vivo tonto com o teu olhar


Linda criança tu não me sais da lembrança


Meu coração não se cansa


De sempre sempre te amar








MÁSCARA NEGRA


Composição: Zé Keti-Pereira Mattos


Quanto riso oh quanta alegria


Mais de mil palhaços no salão


Arlequim está chorando


Pelo amor da colombina


No meio da multidão


Foi bom te ver outra vez


Está fazendo um ano


Foi no carnaval que passou


Eu sou aquele pierrô


Que te abraçou e te beijou meu amor


Na mesma máscara negra


Que esconde o teu rosto


Eu quero matar a saudade


Vou beijar-te agora


Não me leve a mal


Hoje é carnaval









MARCHA DO REMADOR


Composição: by Antônio Almeida




Se a canoa não virar olê olê olá


Eu chego lá




Rema rema rema remador


Quero ver depressa o meu amor


Se eu chegar depois do sol raiar


Ela bota outro em meu lugar









MARIA SAPATÃO


Composição: Chacrinha


Maria Sapatão


Sapatão, Sapatão


De dia é Maria


De noite é João


O sapatão está na moda


O mundo aplaudiu


É um barato


É um sucesso


Dentro e fora do Brasil








ME DÁ UM DINHEIRO AI


Composição: Ivan Ferreira-Homero Ferreira-Glauco Ferreira

Ei, você aí!


Me dá um dinheiro aí!


Me dá um dinheiro aí!


Não vai dar?


Não vai dar não?


Você vai ver a grande confusão


Que eu vou fazer bebendo até cair


Me dá me dá me dá, ô!


Me dá um dinheiro aí!









CABELEIRA DO ZEZÉ


João Roberto Kelly-Roberto Faissal, 1963


Olha a cabeleira do zezé


Será que ele é


Será que ele é


Será que ele é bossa nova


Será que ele é maomé


Parece que é transviado


Mas isso eu não sei se ele é

Corta o cabelo dele!


Corta o cabelo dele!





CIDADE MARAVILHOSA


André Filho, 1934

Cidade maravilhosa


Cheia de encantos mil


Cidade maravilhosa


Coração do meu Brasil


Cidade maravilhosa


Cheia de encantos mil


Cidade maravilhosa


Coração do meu Brasil


Berço do samba e das lindas canções


Que vivem n'alma da gente


És o altar dos nossos corações


Que cantam alegremente


Jardim florido de amor e saudade


Terra que a todos seduz


Que Deus te cubra de felicidade


Ninho de sonho e de luz.







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails